segunda-feira, 13 de setembro de 2010

êngrolo...

Sabe? Sê gago num é munto fácil não, ma-a-a-ai a gente aprende a vivê cum isso... mai as vez ô-ô-ô- tra-a-a-a-paiada que me faiz as palavra, sô! Quandu num é a difircudade pra palavra saí, ieu enganxo nas letra, é um dificurdade pra falá... e quando a lígua qué dá uma de lesa, querono ficá enrolada dentro da boca, sem saí pra fora? Engrola direto minha língua, dá até agunia, mai só acuntece quando ieu tô fulo de raiva, quando ieu num cunsigo fa-fa-fa-fa-zê arguma co-o-o-o-o-isa, é um baruio só quando o pessoar vê, todu mundo vem acoiê ieu pensano que ieu vô morrê... é uma correria.... as menina, Nhor Zé Inácio, D. Ponciana, inté o povo que pa-pa-pa-pa-ssa na rua para pra mode vê ieu... mai na hora que Benta chega cum as resa dela, é tiro certero sô, é Benta chegá e a língua desengrolá....

- Benta, Benta.... o Tonho tá cum a língua engrolada! Caminha Benta, caminha!
- Carma pessoar, munta carma, senão a lingua do gago vai é ficá cum medo d'ocês... Pega os raminho e reza cum ieu ... "Cachorro que late, num morde. Gente que briga, se acóie. Língua de home que engasga, só passa despois de um gole"...

Um comentário:

  1. Se apreucupe não Tonho, ieu vô tá sempre c'ocê pra mó de te ajuda :}

    ResponderExcluir